Dia Mundial Sem Tabaco 2015

Post-extra

Um em cada 10 cigarros consumidos é ilícito, tornando-os mais baratos e mais acessíveis para as pessoas de grupos de baixa renda, bem como para as crianças, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS) às vésperas do Dia Mundial Sem Tabaco, que este ano dedica a data à luta contra o comércio ilegal desse produto.

O fumo causou 100 milhões de mortes no século 20, e pode causar um bilhão de mortes no século 21 se as tendências atuais continuarem, segundo a OMS. O Dia Mundial Sem Tabaco acontece em 31 de maio, promovido pela Organização e seus parceiros, para destacar os riscos de saúde associados com o uso do tabaco e defender políticas eficazes para reduzir o seu consumo.

“A epidemia do tabaco é uma das principais ameaças à saúde pública do mundo de todos os tempos, matando cerca de seis milhões de pessoas anualmente” disse a OMS na última quarta-feira (27). “A menos que medidas urgentes sejam tomadas, o número anual de mortos pode subir para mais de oito milhões em 2030″.

Quase 80% de um bilhão de fumantes no mundo vivem em países de baixa e média renda, onde a carga de doenças e de mortes relacionadas ao fumo é mais pesada.

De acordo com o Inca, a plantação de fumo contribui para 5% do desmatamento em países em desenvolvimento e quase metade dos produtores, geralmente agricultores familiares, tem sintomas associados ao uso de substâncias químicas, como dor de cabeça persistente e vômito. Além das 4.700 substâncias tóxicas, incluindo arsênico, amônia e monóxido de carbono (o mesmo emitido por automóveis) liberadas no meio ambiente quando um cigarro é aceso, os filtros descartados de forma inadequada demoram cerca de 5 anos para se decompor, podendo matar peixes, animais marinhos e aves que ingerem nosso lixo acidentalmente – pontas de cigarro correspondem de 25 a 50% do lixo coletado em ruas e rodovias. Outros problemas são a alta incidência de incêndios provocados por pontas acesas e o uso de mão-de-obra infantil, capaz de alterar até mesmo o calendário escolar de algumas regiões produtoras de fumo.

Fonte: ONU Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s