Como se adaptar a uma dieta sem gluten

Gluten_Free

Reduza os industrializados: eles contêm traços do nutriente, poisos alimentos ficam contaminados quando feitos nas mesmas máquinas que usam derivados de trigo. Diminuir seu consumo faz bem para o corpo todo: eles contêm produtos químicos como conservantes e corantes, que causam alergias e intolerância.

Menos massas, mais frutas: como a farinha de trigo é uma das principais matérias-primas das massas, apesar dos substitutos equivalentes, uma dieta celíaca reduz esse tipo de carboidrato e abre espaço para o consumo de frutas, que trazem mais vitaminas e minerais para a dieta. Outros grupos como as proteínas e os vegetais também podem ter seu consumo aumentado.

Varie os carboidratos no prato: em vez de ingerir apenas trigo, carboidratos como batata, arroz e mandioca devem compor a sua alimentação. De acordo com os especialistas, quanto mais variado o prato, maior a quantidade de nutrientes diferentes e essenciais teremos no cardápio. Com essa troca, o organismo todo agradece.

Fonte: Revista Viva Saúde

EXAMES LABORATORIAIS NO GRANDE ABC, COM PRECISÃO E TECNOLOGIA.
www.ibabc.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s