A Obesidade e o Câncer de Mama

2186D0BAE731DDE97C14CCB412A96A

A causa mais conhecida e estudada deste relação câncer de mama e obesidade é a produção hormonal do tecido gorduroso. Este tecido atua intensamente no metabolismo (funcionamento) do corpo com diversos hormônios como a leptina e adiponectina entre outros, como os hormônios femininos. Após a falência dos ovários o principal produtor destes hormônios femininos (estrogênios) é o tecido gorduroso.

Além de produzir os hormônios femininos, a obesidade ainda aumenta sua quantidade livre (metabolicamente ativa) no sangue, pois diminui uma proteína do nosso sangue que se liga aos hormônios, a SHBG – globulina carreadora dos hormônios sexuais. Este aumento de estrona e estradiol causam o aumento do câncer de mama nas mulheres obesas, quando comparadas com mulheres com os mesmos riscos, porém magras.

LABORATÓRIO COM MAIS DE 100 TIPOS DE EXAMES NO GRANDE ABC, CONHEÇA O IBABC.
www.ibabc.com.br

Outros mecanismos também implicados é que câncer para se formar e crescer precisa de um processo inflamatório crônico, a pessoa obesa possui ambiente constantemente pró-inflamatório, o que também aumenta a associação entre obesidade e doenças cardiovasculares. A apoptose ou “suicídio programado” é outro fator, nosso organismo consegue identificar uma célula que sofreu transformação e potencialmente pode se transformar num câncer e manda ela cometer “suicídio”, salvando o organismo todo. Quando um câncer acontece é porque este mecanismo falhou e estudos experimentais tem demonstrado maior número de falhas neste mecanismo nas mamas de mulheres obesas.

Para o desenvolvimento do câncer é necessário a angiogênese, a criação de vasos sanguíneos pelo tumor maligno para que se nutra e cresça. Diversos estudos tem demonstrado que o tecido gorduroso cria um ambiente que facilita esta angiogênese e todo o desenvolvimento da doença.

Enfim todos os mecanismos ainda não estão esclarecidos, mas que a obesidade aumenta o risco para o câncer de mama isto é verdade. Portanto mexa-se, faça atividade física regularmente e cuide de sua alimentação, para estar sempre em paz com a balança e afastar o risco de desenvolver esta doença.

Fonte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s